Login ou Esqueceu a sua senha?
E-mail:
senha

Estudo Dirigido - O TESTEMUNHO CRISTÃO


 

Estudo IX - A VIDA DA IGREJA E O TESTEMUNHO



"A igreja passava por um período de paz em toda a Judéia, Galiléia e Samaria. Ela se edificava e, encorajada pelo Espírito Santo, crescia em número, vivendo no temor do Senhor." Atos 9:31



O QUE É "IGREJA"? Usamos essa palavra para referir-nos a uma denominação, a um edifício, ou ao "Corpo Invisível de Cristo". Este tema destaca basicamente a congregação local.



Igreja é uma comunidade local de cristãos que se reúnem para adorar a Deus, expressa amor por meio da comunhão, recebe sustento da Palavra de Deus e cumpre a Grande Comissão de Jesus Cristo.



O clima de uma igreja é uma combinação de fatores que determinam como a pessoa se sente fazendo parte de uma congregação em particular. Uma igreja saudável cria um clima que estimula o testemunho, apóia os que estão testemunhando e nutre os que aceitam o evangelho.



Características dos Grupos Cristãos



Quais eram as características da primeira igreja? Atos 2:42-47



Os primeiros cristãos tinham três alvos principais. Estavam também dedicados a quatro funções essenciais para uma vida cristã vibrante. Essas funções são parte dos três propósitos. Todas as nossas reuniões na igreja hoje devem buscar esses três objetivos e atender a essas quatro funções:



1. Glorificar a Deus. Os discípulos "permaneciam constantemente no templo, louvando a Deus" (Luc. 24:53). Adorar, portanto, é uma das quatro funções. O louvor e a oração caracterizavam a adoração da primeira igreja.
2. Crescer espiritualmente e desfrutar da comunhão com outros membros. Outras duas funções, portanto, são nutrir e propiciar comunhão. Note que os primeiros cristãos estavam devotados à doutrina dos apóstolos. Essa devoção os nutria com o alimento espiritual de que eles precisavam para tornar-se semelhantes a Cristo.
A comunhão cristã não é meramente um senso subjetivo de pertencer. A comunhão cristã é mais semelhante ao compromisso do amor e à obrigação que temos para com os membros de nossa própria família. É por essa razão que os membros da primeira igreja "compartilhavam tudo o que tinham" e comiam juntos.
3. Pregar o evangelho. A quarta função de qualquer igreja deve ser proclamar o evangelho. A primeira igreja demonstrava um senso de missão como nenhuma outra, depois disso. Como resultado do esforço missionário, os primeiros discípulos recebiam os novos conversos na comunhão da igreja todos os dias.
Tinham tudo em comum. "Ter as coisas em comum não era raro na vida judaica daquele tempo. Os visitantes das festas anuais com freqüência tinham suas necessidades supridas pelos amigos de Jerusalém. Está claro, porém, que pode ser entendido algo mais do que isso na afirmação de Lucas. Os cristãos foram deixados à própria sorte, e uma nova economia, cristã, foi lançada. Mas não quer dizer que se criou o que é chamado de socialismo cristão. É mais provável que fosse uma continuação e uma ampliação da ‘bolsa’ comum de João 12:6; João 13:29. Os novos conversos estavam mais prontos a partilhar as posses terrenas por causa do recém-encontrado amor a Cristo e de uns para com os outros, e de suas sinceras expectativas da breve volta de Jesus." – SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 149.



Um Estilo de Vida Peculiar - Atos 1:14; Atos 2:42,44



"A proclamação do evangelho devia abranger o mundo, e os mensageiros da cruz não poderiam esperar cumprir sua importante missão a menos que permanecessem unidos pelos laços da afinidade cristã, revelando assim ao mundo que eles eram um com Cristo em Deus." ( Atos dos Apóstolos, pág. 90, CD.).



A amizade com outros membros é o primeiro passo em direção à assimilação dos novos membros na igreja. Se não existir companheirismo, a igreja certamente vai se enfraquecer. Se os novos membros não puderem dizer o nome de pelo menos sete novos amigos na igreja, nos seis primeiros meses depois de batizados, provavelmente se afastarão.



Onde os discípulos foram chamados de "cristãos" pela primeira vez? Atos 11:26.



O título ‘cristão’ pode ter surgido por zombaria. "Essa gente só fala de Cristo!" Antes disso, eles eram chamados de "os que pertenciam ao Caminho" (Atos 9:2; ver também Atos 19:23 e Atos 24:14).



"Vivendo, como viviam, no meio de um povo que parecia pouco apreciar as coisas de valor eterno, procuraram chamar a atenção dos sinceros de coração e apresentar positivo testemunho concernente Àquele a quem amavam e serviam. Em seu humilde ministério, confiavam no poder do Espírito Santo para tornar eficaz a Palavra da vida. E assim, nos vários passos da vida, davam testemunho diário de sua fé em Cristo." – Atos dos Apóstolos, pág. 158, CD.



Reuniões de Oração



Era a Páscoa. Para agradar seus opositores, Herodes havia mandado prender Pedro. Ele planejava entregar Pedro ao povo, como Pilatos havia feito com Jesus. Apesar da iminência de sua execução, Pedro dormia enquanto a igreja em Jerusalém orava por ele.



Como a Bíblia descreve as orações dos crentes? Atos 12:5



A palavra grega traduzida por ‘incessante’ (RA) ou ‘intensamente’ é a mesma que descreve a oração de Jesus no Getsêmani (Luc. 22:44). Não conhecemos as palavras exatas das orações. Será que eles estavam orando pela libertação de Pedro? Ou que a vontade de Deus fosse feita? O que se pede em circunstâncias assim?



Mas sabemos que as orações foram respondidas mesmo enquanto eles oravam. Deus coloca em andamento Seu próprio tempo na resposta às nossas orações. Algumas vezes Ele espera, e outras vezes Ele nem mesmo espera o "amém". Foi o que aconteceu neste caso.



Leia como os crentes reagiram à libertação de Pedro. Imagine o que pode ter acontecido naquela reunião de oração depois que Pedro saiu. Atos 12:13-17



“As reuniões de oração devem ajudar e encorajar os presentes. Para que isso aconteça, devemos partilhar nossa própria experiência.



As reuniões de oração devem ser interessantes. Evite longos discursos e orações formais”.



O louvor e as ações de graças também devem caracterizar nossas reuniões de oração. Isso evitará que as pessoas fiquem se queixando, e afastará o poder de Satanás.



Ousadia no Testemunho



Depois da ascensão de Jesus ao Céu, e antes da vinda do Espírito Santo, os discípulos se reuniram para longas sessões de oração no Cenáculo e foram para o templo, onde louvaram e bendisseram a Deus (Luc. 24:50-53). O louvor e a adoração, combinados com sincera oração e súplicas, são uma fórmula infalível para atrair as pessoas a Deus.



O que a igreja de Jerusalém pediu em oração, depois que o Sinédrio libertou Pedro e João? Atos 4:23-30



A própria oração se tornou um testemunho, pelo fato de eles expressarem a crença em seu Criador e a expectativa de que Ele os ajudaria a operar "sinais e maravilhas". Certamente essas ocasiões de oração preenchiam os requisitos de tais reuniões.



De acordo com Atos 8:14, 15, que pedido específico os apóstolos fizeram em oração em Samaria?



"O Senhor está mais disposto a dar o Espírito Santo àqueles que O servem do que os pais a dar boas dádivas a seus filhos. Cada obreiro devia fazer sua petição a Deus pelo batismo diário do Espírito. ... A presença do Espírito com os obreiros de Deus dará à proclamação da verdade um poder que nem toda a honra ou glória do mundo dariam." – Atos dos Apóstolos, págs. 50 e 51, CD.



A Pregação Cristocêntrica - Atos 2:22,23,24,32,33,36



O sermão de Pedro, como muitos dos sermões de Atos, consistiu de cinco pontos. Esses pontos podem não aparecer sempre na mesma ordem, e ocasionalmente alguns dos sermões podem omitir um ponto. Mas geralmente, eles estão lá. Esses cinco pontos respondem às seguintes perguntas:



O que Jesus fez? (v. 22).



O que os não crentes fizeram? (v. 23).



O que Deus fez? (v. 24).



O que nós (os seguidores de Jesus) estamos fazendo agora? (v. 32).



O que você pode fazer? (v. 38).



Sem realçar a Cristo em nosso ministério de pregação, "há pouco incentivo para que nossos irmãos tragam seus amigos à igreja. Se eles trouxessem seus vizinhos e amigos e nós pregássemos a Cristo e fizéssemos convites para que O aceitassem e seguissem, existiria uma nova dinâmica em nossas igrejas, como acontece em nossas reuniões públicas."



Avalie a apresentação que Pedro fez de Jesus como Salvador em Atos 4:12.



Quando os pecadores aceitam a Jesus como Salvador, e invocam o nome do Senhor, Seu sangue os purifica de todo pecado. Os crentes, então, tornam-se novas criaturas, que querem guardar os mandamentos de Deus por meio da habitação do Espírito Santo. Seus nomes são escritos no Livro da Vida (ver Atos 16:31; Atos 22:16; Rom. 1:13; 1 João 1:7; 2 Cor. 5:17; João 14:15; Gál. 5:16-26; Apoc. 21:27).



"Deus tem na Terra uma igreja que está erguendo a lei pisada a pés, e apresentando aos homens o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. A igreja é depositária das abundantes riquezas da graça de Cristo, e pela igreja será finalmente exibida a última e plena manifestação do amor de Deus ao mundo, que deve ser iluminado com Sua glória." (Testemunhos Para Ministros, pág. 50).


 
Envie esta página à um(a) amigo(a)