A Bíblia em Esboco
O Primeiro Livro de Samuel


Análise nº
9

Mensagem: O lugar para a oração e o seu poder em todas as experiências da vida.

Versos chaves: 1:10-27; 7:5; 8:6; 12:19-23 "Orou"

INTRODUÇÃO GERAL

AUTOR: Desconhecido

A história gira em torno de três pessoas,

  • (1) Samuel, o último dos juizes.
  • (2) Saul, o primeiro rei de Israel.
  • (3) Davi, o rei modelo de Israel.

PERIODO: De transição - finda o tempo dos juizes e se estabelece o reino.

TEMAS E EVENTOS PRINCIPAIS

  • (1) Nascimento e dedicação de Samuel, cap. 1.
  • (2) O fracasso de Eli como juiz e como pai 2:12-36.
  • (3) A chamada de Samuel e sua infância maravilhosa, cap. 3.
  • (4) Captura e retorno da arca da aliança, caps. 4-6.
  • (5) A derrota dos filisteus por meio da oração de Samuel, cap. 7.
  • (6) O clamor de Israel por um rei, cap. 8.
  • (7) Saul é escolhido e ungido rei, caps. 9-10.
  • (8) A primeira batalha de Saul. cap. 11.
  • (9) Samuel proclama o reino e adverte o povo acerca de sua presunção de pedir um rei, cap. 12.
  • (10) A obstinação de Saul e a profecia de Samuel , cap. 13.
  • (11) A libertação de Israel por Jônatas, 14:1-16.
  • (12) A obediência é melhor do que o sacrifício, 15:1-23.
  • (13) Davi é ungido rei cap. 16.
  • (14) Davi mata ao gigante Golias, cap. 17.
  • (15) A amizade de Davi e Jônatas, cap. 18.
  • (16) Saul persegue a Davi, 18:9 -27:4.
  • (17) Os últimos anos do reinado de Saul e seu suicídio caps. 26-31.

MENSAGEM ESPIRITUAL: A oração, o elemento dominante na vida de Samuel.

  • (a) Nascido em resposta à oração , 1:10-28.
  • (b) Seu nome significa "pedido a Deus", 1:20.
  • (c) Sua oração trouxe libertação em Mispa, 7:2-13.
  • (d) Sua oração quando Israel insistiu em ter um rei 8:21.
  • (e) Sua oração incessante por seu povo, 12:23.

CINCO DESVIOS DA LEI DIVINA que resultaram em sofrimento.

  • (1) Poligamia, 1:6.
  • (2) Indulgência paterna, 2:22-25; 8:1-5.
  • (3) Confiança em objetos sagrados, 4:3.
  • (4) Impaciência , 13:8-9.
  • (5) Obediência parcial, cap. 15.


O LIVRO
  • Dos seis livros históricos de Israel, este é o mais conhecido. Desde a nossa infância tem despertado em nós um interesse sem fim as histórias de Samuel (Cap. 3) e de Davi e Golias (Cap.17). É história, porém apresentada na mais atrativa forma de biografia.
  • É nomeada assim dada a figura proeminente de Samuel que, por certo, escreveu a maior parte do livro, ao passo que Natã e Gade fizeram o restante, - I Crônicas 29:29.
  • Dá-nos a história de Israel desde o tempo de Eli até a ascensão de Davi ao trono de Israel.

CONTEÚDO NOTÁVEL

As contribuições deste livro para o vocábulo religioso, teológico e experimental são notáveis.

  • Este livro tem a honra de ser o primeiro em registrar e usar o título majestoso: "Senhor dos Exércitos", 1:3 . Esta é a primeira das 281 vezes que ocorre este título que revela o Deus de Israel como Senhor de todos os exércitos do céu e da terra.
  • Neste livro aparece, pela primeira vez, o nome - "Messias" - por intermédio de uma mulher que teve a honra de nomeá-lo, 2:10; "seu ungido" significa, literalmente: "seu Messias", e na Tradução Setuaginta, "seu Cristo".
  • Este livro é o que revela, a primeira das cinco coisas preciosas do Velho Testamento:
    1. a Palavra de Deus, cap. 3:1,
    2. a Redenção, Salmo 49:8,
    3. a morte dos seus santos, Salmo 72:14; 116:15,
    4. lábios de conhecimento, Provérbios 20:15,
    5. os pensamentos de Deus, Salmo 139:17.
  • Aqui encontramos, ainda pela primeira vez, a palavra "Ícabô", 4:21 e "Ebenezer", 7:12; também, "Deus salve o Rei" ou "Viva o Rei", 10:24.
  • O livro revela o nome que antigamente se dava ao profeta: "vidente", 9:9. É um nome sugestivo que implicava na posse de dons de percepção e discernimento como também da visão de Deus.
  • Indica que Samuel era o primeira da linhagem nobre dos profetas escritores, 3:20, (Atos 3:24 e 13:20), e mostra, pela primeira vez, a existência duma escola de profetas, provavelmente um instituto fundado por Samuel 10:5 e 19:20.
  • Seus ensinos a respeito do Espírito Santo, são importantíssimos. Nas suas páginas, o Espírito Santo aparece:
    1. como autor e meio para a regeneração e do coração novo, 10:6 e 9;
    2. como autor da ira santa e justa, 11:6;
    3. como inspirador da coragem e da prudência no falar, 16:13, 18; - "prudente no agir e prudente no falar";
    4. como nosso libertados do mal, 16:14.

A MENSAGEM

Este livro tem muitas mensagens:

  1. mostra o sofrimento proveniente da poligamia, 1:6
  2. os desastres que advêm da indulgência paternal, 2:22-25
  3. o perigo do ritualismo e do formalismo, 4:3
  4. da impaciência, cap. 13
  5. da obediência parcial, cap. 15.

Porém, a chave da mensagem está no significado do nome de Samuel e quantas vezes aparecem as palavras "oração" e "orou". É admirável como este livro está cheio de oração. Em certo sentido pode ter-se em conta como um tratado sobre oração, claramente objetivado numa vida. "Samuel" quer dizer: "pedido a Deus" e o portador do nome confirma a oração feita e atendida. Aqui vemos a oração feita constantemente, por isso, tomamos como mensagem central do livro: "o lugar para a oração e o seu poder em todas as experiências da vida";

  • Em resposta a oração, Samuel foi dado, 1:10-28;
  • A vitória foi dada a Israel mediante a oração de Samuel, 7:5-10;
  • Quando Israel rejeitou a Deus como rei e pediu um rei terreno, (ver o início disto em Juízes 21:25) Samuel, entristeceu-se e orou a Deus, 8:5,6;
  • Um homem de oração conhece os segredos de Deus, 9:15;
  • Não orar por Israel foi considerado pecado por Samuel, 12:19 e 23;
  • A rejeição final de Saul se considera pelo fato de Deus ter fechado Seus ouvidos à sua oração, 28:6.

ANÁLISE

Seu conteúdo pode ser agrupado em torno de três grandes personagens: Samuel, Saul e Davi:

(1) Concernente a 

S A M U E L

o Pedido de Ana respondido com a chegada do pequeno Samuel

Caps. 1 - 7

Nascimento
  • Dado em resposta à oração, cap. 1
  • Oração profética de Ana, 2:1-11

Chamada

  • Preservado num lugar corrompido pelos dois filhos de Eli, 2:12-16
  • Um aviso grave a Eli por um profeta desconhecido, 2:27-36
  • Deus revela-se a Samuel, cap. 3

Ministério

  • Captura da Arca e a Morte de Eli, cap. 4
  • A Arca em poder dos filisteus durante 7 anos, cap. 5
  • A volta da Arca, caps. 5, 6 e 7
  • A vitória pela oração, 7:2-17
(2) Concernente a 

S A U L

O pedido do povo respondido pela separação e chamada de Saul

Caps. 8 - 15

Escolhido
  • Samuel apresenta a Deus, em oração o pedido de Israel por um Rei, cap. 8
  • Saul escolhido para rei, cap. 9
  • Saul ungido como rei, cap. 10

Reinando

  • A primeira grande vitória de Saul, cap. 11
  • O último discurso público de Samuel à nação, cap. 12

Rejeitado

  • O primeiro passo de Saul para baixo estabelecer um exército permanente, 13:1,2
  • Segundo passo para baixo, 13:3-14
  • Uma grande vitória, 13:15 e 14
  • O terrível erro de Saul, cap. 15
(3) Concernente a 

D A V I

Ungido rei, como resultado das lágrimas e das orações de Samuel

Caps. 16 - 31

Ungido

Serviço

  • Harpista e escudeiro de Saul, 16:14-23
  • Davi mata o gigante Golias, cap. 17
  • Aliança de amor Jônatas e Davi, 18:1-7
  • Saul, ciumento, tenta matar Davi, 18:8-20

Exílio

  • A fuga e as viagens de Davi, cap. 21 - 30
  • A morte de Samuel, 25:1
  • A morte de Saul e Jônatas, cap. 31

Palavras


 
Envie esta página à um(a) amigo(a)