Login ou Esqueceu a sua senha?
E-mail:
senha

A Bíblia em Esboco
O Livro dos Salmos

Análise nº 19

Palavra Chave: “Adoração”.

Mensagem: "Daí ao Senhor a glória devida ao Seu nome...”.

Versos chaves: 29:2

São cento e cinqüenta cânticos e poemas espirituais usados em cultos e devocionais da igreja de todas às épocas. Compunham o hinário do segundo templo. 

Os temas predominantes são a oração e o louvor, mas os Salmos cobrem uma grande variedade de experiências religiosas. 

São referidos com mas freqüências no Novo Testamento do que qualquer outro livro, exceto Isaías. 

São com freqüência chamados Salmos de Davi porque esse rei foi o autor de um grande número deles. 

SALMOS MESSIÂNICOS: 

Damos a seguir alguns dos salmos que contém referências diretas ou simbólicas a Cristo. 

(1) Cristo com Rei, 2; 45; 72; 110; 132:11 

(2) Seus sofrimentos, 22; 41; 55:12-14; 69:20-21

(3) Sua ressurreição, 16

(4) Sua ascensão, 68:18

ORDEM QUANTO A TEMA:

Cada salmo está anotado abaixo sob o tema a que se refere. 

O homem: 

(a) Sua exaltação, 8

(b) Sua condição de pecador, 10; 14; 36; 55; 59 entre outros. 

O mundano e o ímpio:

(a) Em contraste com o piedoso, 1; 4; 5

(b) A demora de seu castigo, 10

(c) Sua prosperidade, 37; 73

(d) Seu destino, 9; 11

(e) A confiança nas riquezas, 49

Experiências espirituais. 

(a) O arrependimento, 25; 38; 51; 130

(b) O perdão, 32

(c) A conversão, 40

(d) A consagração, 116

(e) A confiança, 3; 16; 20; 23; 27; 31; 34; 42; 61; 62; 91; 121

(f) A capacidade de ser ensinado, 25

(g) A aspiração, 42; 63; 143

(h) A oração, 55; 70; 77; 85; 86; 142; 143

(i) O louvor, 96; 98; 100; 103; 107; 136; 145; 148; 149; 150

(j) A adoração, 43; 84; 100; 122; 132

(l) A aflição, 6; 13; 22; 69; 88; 102

(m) A velhice, 71

(n) A viga fugaz, 39; 49; 90

(o) O lar, 127

(p) A nostalgia, 137

A Igreja (Simbolizada). 

(a) Sua segurança, 46

(b) Sua glória, 48; 37

(c) O amor para com ela, 84; 122

(d) A unidade nela, 133

A Palavra de Deus, 19; 119

Missionários, 67; 72; 96; 98

O dever dos governantes, 82; 101

Atributos Divinos: 

(a) Sabedoria, majestade e poder, 18; 19; 29; 62; 66; 89; 93; 97; 99; 118; 147

(b) Conhecimento infinito, 139

(c) Poder criativo, 33; 89; 104

As experiências de Israel: 

(a) Incredulidade, 78

(b) Sua desolação e aflição, 79; 80

(c) Sua reincidência, 81

(d) A providência divina, 105; 106; 114

UM TESTEMUNHO

Cada salmo é uma expressão viva do conhecimento de Deus. Os estudantes e leitores assíduos dos Salmos estão à altura de compreender o ardente testemunho dado por C. H. Spurgeon, o príncipe dos pregadores, depois que terminou seu grande comentário sobre esse livro; obra na qual, gastou os 20 melhores anos de sua vida. Eis o teor do seu testemunho: “Mística tristeza pesa em meu espírito ao completar o ‘Tesouro de Davi’, visto que jamais encontrarei na terra repositório mais rico, embora tenha aberto, para mim, todo o palácio da Revelação. Abençoados têm sido os dias despendidos em meditar, prantear, esperar, crer e exultar com Davi. Posso esperar usufruir dias mais alegres aquém da porta dourada? O livro dos Salmos nos instruiu, tanto no uso das asas como no uso das palavras. Ele nos prepara tanto para voar como para cantar”.

O QUE É

É uma coletânea de 150 cânticos ou poemas espirituais, muitos dos quais foram compostos para adoração, por meio da música, no Tabernáculo e no Templo. Eles revelam a atitude da alma na presença de Deus, quando contempla a história vivida, e a experiência presente e a esperança profética. Cada salmo é a expressão dum conscencioso auto-exame da alma frente a seu Deus, sentido e conhecido profundamente.

AUTORES

Foram diversos os autores desses poemas, sagrados e inspirados. Moisés, escreveu o de n.º 90, Davi compôs 73 salmos; os filhos de Coré, 11; Asafe, 12; Hemã, 1; Etã, 1; Ezequias, 10; há algumas referências a salmos de Salomão (72 e 127), Esdras compôs o 119 e o restante permanece sem os seus autores conhecidos.

DIVISÃO

Desde os tempos mais antigos, o livro foi sempre conhecido como sendo dividido em 5 seções, terminando cada uma com uma doxologia. Mas, a razão dessa divisão do livro tem sido, por séculos, um embaraçoso problema.

Alguns têm pensado que no Livro I, figuram os salmos compostos por Davi; no Livro II, Salmos adicionais para uso no templo, coligidos por Ezequias, no Livro III, uma compilação por Josias e nos Livros IV e V uma coleção feita por Esdras e Neemias. Explicação esta não aceita totalmente.

O certo é que, os Salmos não figuram em ordem cronológica, se assim fosse, o mais antigo n.º 90 seria o primeiro.

A solução apropriada reside na compreensão, correta, duma declaração judaica, antiquíssima e que diz: “Moisés deu aos israelitas os 5 livros da Lei e, correspondendo a esses, Davi deu-lhes os 5 livros dos Salmos.

Todo o livro é um Pentatêuco poético. Isto aparece, esplendidamente, no “Companheiro da Bíblia”, como segue:

 

1) LIVRO I - Salmos 1-41
Correspondendo com Gênesis
Palavras chave: 8:4, 10:18

ASSUNTO:

- O Homem: seu estado de bem-aventurança, queda e restauração.
a) O homem no estado de bem-aventurança
b) Ele é visto (2:8) caído de sua alta posição de bênção e em inimizade com Deus
c) Esta inimizade culmina no “anticristo” (9-15)
d) Finalmente, abençoado pela obra redentora de Jesus Cristo, Homem (16-41)

2) LIVRO II - Salmos 42-72
Correspondendo com Êxodo

ASSUNTO:
- Ruína da Israel: 42-49
- Redentor: 50-60
- Redenção: 61-72
a) No livro de Gênesis, o pensamento central é o homem; em Êxodo, é a nação de Israel.
b) Abre-se com o clamor profundo da ruína e da opressão, como em Êxodo, e termina com o Rei, reinando sobre a nação redimida (72) congregada, pela segunda vez, dos quatro cantos da terra, como foi tirada, quando da primeira vez, do Egito.

3) LIVRO III - Salmos 73-89
Correspondendo com Levítico

ASSUNTO:
- O Santuário
a) Neste os conselhos de Deus não são vistos em relação com o Santuário, o qual é mencionado ou referido em quase todos os salmos.
b) O Santuário é visto desde a sua ruína até seu estabelecimento com a plenitude da bênção.

4) LIVRO IV - Salmos 90-106
Correspondendo com Números

ASSUNTO:
- A Terra
a) Assim como Números é o “livro do deserto” - ou da terra - assim, nesta quarta seção o assunto central é a terra.
b) A benção para a terra é necessária (90-94); antecipada (95-100); gozada (101-106).
c) Seu primeiro Salmo foi escrito nas jornadas no deserto (90).

5) LIVRO V - Salmos 107-150
Correspondendo com Deuteronômio

ASSUNTO:
- A Palavra de Deus
a) Todo o ensino desta quinta seção evolve ao redor da Palavra de Deus.
O livro se abre com o Salmo 107 que dá a chave. “Ele enviou a Sua Palavra e os sarou”.
b) Por isso, o Salmo 119 é o grande salmo de todo o livro, já pelo seu conteúdo, já pela sua extensão.


 
Envie esta página à um(a) amigo(a)