Login ou Esqueceu a sua senha?
E-mail:
senha

A Bíblia em Esboco
O Segundo Livro de Reis


Análise nº
12

Verso-chave: 1:17 10:10 17:23 24:2

Frase-chave: "Segundo a Palavra do Senhor"

Mensagem: O cumprimento da Palavra de Deus é fiel e segura com relação ao santo e ao pecador.

INTRODUÇÃO GERAL

AUTOR: Desconhecido

TEMA PRINCIPAL: A história dos reinos de Israel e Judá, desde a última parte do reinado de Acazias em Israel, e de Jorão em Judá, até o tempo dos cativeiros. Quanto a história de Israel, é esta um quadro sombrio de governantes degenerados e de gente pecadora, que resultou na escravidão. O reino de Judá também se estava degradando, mas o juízo não o atingiu tão depressa devido à influência de um número de reis bons que reinaram durante este período. Em sua maior parte o livro centraliza-se nas vidas dos profetas Elias e Eliseu.

MENSAGEM ESPIRITUAL: A influência poderosa dos governantes sobre uma nação.

SINOPSE: O livro pode ser dividido em três partes.

I. Principalmente, a história dos últimos dias de Elias.

  • (1) Pede fogo do céu para destruir a seus inimigos, 1:9-12.
  • (2) A divisão do rio Jordão, 2:8.
  • (3) Sua transladação, 2:11.

II. Principalmente a história de Eliseu.

  • (1) Pede uma porção dobrada de graça, 2:9.
  • (2) Divide o Jordão, 2:14.
  • (3) Sara as águas, 2:19-22.
  • (4) Amaldiçoa os rapazes que zombaram dele, 2:23-24.
  • (5) Consegue água para um exército, 3:15-20.
  • (6) Aumenta o azeite da viúva, 4:1-7.
  • (7) Ressuscita a um menino, 4:18-37.
  • (8) Purifica o alimento nocivo, 4:38-41.
  • (9) Alimenta a multidão, 4:42-44.
  • (10) Sara a Naamã, o leproso, 5:5-15.
  • (11) Faz que Gezi fique leproso, 5:20-27.
  • (12) Faz flutuar o ferro de um machado, 6:1-7.
  • (13) Revela os planos do rei da Síria, cap. 6.
  • (14) Provoca cegueira nos sírios, 6:18-20.
  • (15) Profetiza abundância para uma cidade açoitada pela fome, 7:1-18.
  • (16) Garante à mulher sunamita a restauração da sua terra, 8:3-6.
  • (17) Profetiza a exaltação de Hazael, 8:7-15.
  • (18) Ordena a unção de Jeú como rei, 9:1-6.
  • (19) Conserva o poder profético até em seu leito de morte, 13:14-19.
  • (20) O poder divino se manifesta em seu túmulo, mesmo após a sua morte, 13:20-21. O segredo de seu poder seu desejo de receber porção dobrada de graça o capacitou a viver numa atitude de contínua vitoria.

III. Outros eventos notáveis na história de Judá e Israel.

  • (1) A execução do juízo divino de Jeú sobre Jorão, Acazias, Jezabel, setenta dos filhos de Acabe e os adoradores de Baal, caps. 9-10.
  • (2) O bom reinado de Joás, caps. 11-12.
  • (3) Os reinados de reis perversos em Israel, seguidos pelo cativeiro das dez tribos, caps. 13-17.
  • (4) O bom reinado de Ezequias, caps. 18-20.
  • (5) O perverso reinado de Manassés, cap. 21.
  • (6) Josias, o último dos reis bons, caps. 22-23.
  • (7) Uma série de reis perversos em Judá conduzem ao cativeiro da nação e à destruição de Jerusalém, cap.25.


ORIGINALMENTE, UM LIVRO
  • No original hebraico, I e II Reis formavam apenas um livro, assim como, I e II Samuel e I e II Crônicas. Foram divididos em 2 livros pelos tradutores da Setuaginta, quando traduziram o Velho Testamento para o grego. A explicação dada é que a língua grega requer, pelo menos, um terço mais de espaço do que o hebraico, daí o serem forçados a dividi-los, ou porque os rolos fossem de comprimento limitado, ou então, para facilitar o seu uso.
  • Com isto em mente, notai a ordem perfeita dos dois livros, como a indica o Dr. Bullinger: "Os livros principiam com o rei Davi, e terminam com o rei de Babilônia; começaram com a dedicação do Templo, e terminam com a destruição do mesmo; abrem-se com o primeiro sucessor de Davi, e se encerram com o último sucessor de Davi, libertado da casa de servidão".

O ESCOPO DO LIVRO

  • II Reis contém a história de Israel e de Judá, desde Acabe até o cativeiro, num período de mais ou menos 300 anos.

  • A primeira parte do livro ocupa-se, quase que exclusivamente, com a narração dos atos de Eliseu durante seus 66 anos de ministério. O livro registra 16 milagres de Eliseu, ao passo que Elias operou apenas 8. A história de Eliseu é quase que, inteiramente, a descrição dos seus milagres e estes são quase todos obras de beneficência. (Veja-se, 2:14, 21, 24 - 3:20 - 4:1-6, 16, 17, 35, 41, 43 - 5:20, 27 - 6:6, 17, 18, 20 e 13:21).

  • A segunda parte do livro descreve os eventos surgidos com a queda de Samaria e o cativeiro de Israel, a queda de Jerusalém e o cativeiro de Judá.

  • Israel contou com 19 reis sem que um só fosse bom! No entanto Judá foi governado por 19 reis e 1 rainha, dos quais 8 foram bons.

  • Notai:

    • um dos melhores reis de Judá, Ezequias, era pai do pior dos reis, (21);
    • a notável referência ao nome de Josias, 23:35;
    • por quão pouco faltavam perecer o único sobrevivente da linha real davidica (11:1-3) e a única copia existente da Lei (22:8-20).

O ESCOPO DO LIVRO

Este livro é rico em palavras chave.

A MENSAGEM

Tive o trabalho de anotar essas referências, porque o estudo das mesmas põe em evidência a mensagem do livro. A norma divina para adoração e sua moralidade tem sido violadas. Por isso, o Senhor enviou seus "Homens de Deus" para exortar e, se possível, reconduzir o desviado a Deus. Eles vieram com um "Assim diz o Senhor". Falhando, o homem, apesar disto, fez com que a ira de Deus se acendesse contra ele, e o entregou ao inimigo. Em tudo isto, Deus cumpriu Sua Palavra.

ANÁLISE

O livro nos oferece um gráfico das emoções do Senhor, oriundas do tratamento vil que recebeu de Israel, como se verá na análise seguinte.

(1) FIM DO MINISTÉRIO DE ELIAS - Caps. 1:1 - 2:2

DEUS IGNORADO

(2) O LONGO MINISTÉRIO DE ELISEU

DEUS ESCARNECIDO - Caps. 2:12-25

  • Chave: 2:23

  • Investidura de Eliseu, 2:12-15

  • "Sobe calvo", uma referência blasfema à transladação de Elias, escarnecendo o ato de Deus, 2:23

  • O castigo dos escarnecedores, 2:24

DEUS IRADO - Caps. 3:1 - 13:21

  • Chave: 13:3

  • O longo Ministério de Eliseu - 66 anos

  • Reis de Judá:

    • Josafá - bom

    • Jeorão - bom

    • Acazias - mau

    • Joás - bom

  • Reis de Israel:

    • Jorão - mau

    • Jeorão - mau

    • Jeocaz - mau

    • Jeoás - mau

(3) DESAPARECE ISRAEL

DEUS COMPADECIDO - Caps. 13:22 - 16

  • Chave: 13:23

  • Reis de Judá:

    • Amazias - bom

    • Uzias - bom

    • Jotão - bom

    • Acaz - mau

  • Reis de Israel:

    • Jeroboão II - mau

    • Zacarias - mau

    • Salum - mau

    • Menaem - mau

    • Pecaias - mau

    • Peca - mau

DEUS, SUA GRANDE IRA - Cap. 17

  • Chave: 17:11 e 18

  • Último rei de Israel: Oséias - mau

  • Neste capítulo surge um inquérito sobre o mal que determinou a queda da nação.

  • Notar a força de expressão no verso 23

(4) DESAPARECE JUDÁ - Caps. 18:1-25

DEUS, SUA CÓLERA VIOLENTA

  • Chave: 22:13-17 - 23:26 com 24:20

  • Muito devemos a Ezequias (V. análise, nos Salmos)

  • Reis de Judá:

    • Ezequias - bom

    • Manassés - mau

    • Amom - mau

    • Josias - bom

    • Jeocaz - mau

    • Eliaquim - mau

    • Jeoioquim - mau

    • Zedequias - mau


 
Envie esta página à um(a) amigo(a)