Bíblia OnLine

Nova Pesquisa         Todo o Livro         Todo o Capítulo

   Versão: Português: Nova Versão Internacional
 
Apocalipse 18:2E ele bradou com voz poderosa: Caiu! Caiu a grande Babilônia! Ela se tornou habitação de demônios e antro de todo espírito imundo[32], antro de toda ave impura e detestável,    
Apocalipse 18:3pois todas as nações beberam do vinho da fúria da sua prostituição. Os reis da terra se prostituíram com ela; à custa do seu luxo excessivo os negociantes da terra se enriqueceram.    
Apocalipse 18:4Então ouvi outra voz dos céus que dizia: Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados, para que as pragas que vão cair sobre ela não os atinjam!    
Apocalipse 18:5Pois os pecados da Babilônia acumularam-se até o céu, e Deus se lembrou dos seus crimes.    
Apocalipse 18:6Retribuam-lhe na mesma moeda; paguem-lhe em dobro pelo que fez; misturem para ela uma porção dupla no seu próprio cálice.    
Apocalipse 18:7Façam-lhe sofrer tanto tormento e tanta aflição como a glória e o luxo a que ela se entregou. Em seu coração ela se vangloriava: “Estou sentada como rainha; não sou viúva e jamais terei tristeza”.    
Apocalipse 18:8Por isso num dia as suas pragas a alcançarão: morte, tristeza e fome; e o fogo a consumirá, pois poderoso é o Senhor Deus que a julga.    
Apocalipse 18:9Quando os reis da terra, que se prostituíram com ela e participaram do seu luxo, virem a fumaça do seu incêndio, chorarão e se lamentarão por ela.    
Apocalipse 18:10Amedrontados por causa do tormento dela, ficarão de longe e gritarão: " “Ai! A grande cidade! Babilônia, cidade poderosa! Em apenas uma hora chegou a sua condenação!”    
Apocalipse 18:11Os negociantes da terra chorarão e se lamentarão por causa dela, porque ninguém mais compra a sua mercadoria:    

   
Veja também: CvvNet



Página anterior    [ 3075 3076 3077 3078 3079 3080 3081 3082 3083 3084 3085 3086 3087 3088 3089 3090 3091 3092 3093 3094 3095 ]    Última página